O conceito de marketing digital é muito abordado e estudado nos dias de hoje pelas empresas. Contudo, ainda há muitas dúvidas sobre o que essa área do marketing abrange. Todos os esforços empreendidos por uma empresa dentro da internet fazem parte do que hoje se chama de marketing digital. 

O objetivo dessas estratégias é fazer uma organização desenvolver a identidade da marca, gerar novos relacionamentos e atrair negócios. Assim, uma empresa é capaz de se comunicar diretamente com o público, gerando novas chances de lucro.

O artigo a seguir irá se pautar nas inúmeras estratégias digitais que compõem o marketing digital:

  • Marketing de conteúdo;
  • Site institucional;
  • Redes sociais;
  • Anúncios em redes sociais;
  • E-mail marketing;
  • Pay-per-click (PPC);
  • Automação de marketing;
  • SEM;
  • Chatbots;
  • Retargeting.

O marketing de conteúdo

O marketing de conteúdo consiste na ação de publicar conteúdos, informações e materiais considerados relevantes, valiosos e interessantes por parte dos usuários. Isso permite que uma certa audiência seja atraída, convertida e encantada. 

Além disso, o marketing de conteúdo possui a intenção de melhorar o posicionamento de uma marca tanto no local quanto no momento certo da jornada de compra de um consumidor, oferecendo para ele as melhores respostas para as suas necessidades.

A importância do marketing de conteúdo se dá pelo fato de que, todos os dias, as pessoas estão à procura de soluções para os seus problemas dentro da internet. Portanto, alguém que está prestes a casar, por exemplo, pode ficar interessado por um conteúdo que mostra a importância do aluguel de tenda para casamento, colaborando para a possível aquisição desse serviço.

O site institucional

Além de realizar a postagem de conteúdos em um blog, uma empresa também precisa ter um site institucional. Ou seja, um site onde se pode encontrar a realidade de uma marca virtualmente.

Ter um site institucional gera um canal de comunicação em que os consumidores podem encontrar uma empresa. Assim, quando for necessário, os usuários sabem onde ir, principalmente se eles procuram pelos serviços de uma determinada companhia através das ferramentas de busca como o Google.

Outro detalhe é que os sites institucionais aumentam a credibilidade de um negócio. Isso porque este é o espaço em que as pessoas podem solicitar produtos ou serviços, verificar informações importantes sobre eles e, até mesmo, realizar compras, como é o caso do e-commerce.

As redes sociais

Estar presente dentro das redes sociais é, hoje, uma atividade essencial das empresas. Essa realidade se justifica, pois, dentro delas, é possível direcionar as ações de marketing dentro do espaço em que as pessoas mais se encontram na atualidade. Pesquisas mostram que um em cada três indivíduos possuem ou já tiveram contato com redes sociais. 

Portanto, é neste espaço que as empresas conseguem criar um canal de comunicação, diálogo e influência. Nas redes sociais, uma marca consegue mostrar quem ela é “por trás das câmeras”, demonstrando quais são os seus valores e os seus ideais. 

Esse fato permite que os consumidores de uma empresa que faz o aluguel de caçamba entulho, por exemplo, não sejam engajados somente pela qualidade do serviço, mas sim por tudo que essa companhia representa.

Anúncios em redes sociais

Os anúncios pagos desenvolvidos pelas empresas podem estar presentes em qualquer tipo de lugar. Nos dias de hoje, boa parte deles são encontrados dentro das redes e mídias sociais. Um bom exemplo é o Facebook e o Instagram, plataformas virtuais as quais já possuem um serviço único de “advertisements” (ou anúncios).

A vantagem de se anunciar dentro das redes sociais se dá pelo fato de que, dentro desses espaços, os conteúdos são direcionados aos usuários de acordo com os interesses, perfis que eles visitam e as preferências que possuem. 

Assim, se uma proprietária de um carro, por exemplo, tem interesse em conteúdos relacionados a melhorias em veículos, há grande chances dessa pessoa receber anúncios de uma empresa que faz manutenções de airbag lateral.

O Pay-Per-Click (PPC)

O PPC nada mais é o ato de comprar anúncios cujo valores são cobrados para as empresas de acordo com o número de cliques que os usuários dão em cima daquele anúncio. Uma modalidade mais famosa de PPC são aqueles anúncios que existem nos mecanismos de busca quando, por exemplo, alguém pesquisa pelo preço de um equipamento de pintura eletrostática.

Dessa forma, uma empresa consegue posicionar seus anúncios em um espaço privilegiado dentro de uma página de resultados de pesquisa do Google: no topo. Além disso, um anunciante consegue melhorar a visibilidade dos anúncios por meio de palavras-chave e as suas variações para que o conteúdo seja mais facilmente encontrado.

A automação de marketing

Quando se possui um número grande de leads, talvez seja necessário utilizar uma ferramenta que permita uma empresa rastrear e organizar o registro de milhares ou de milhões de usuários que passam pelo seu site.

Nesse sentido, entre em ação a automação de marketing, uma tecnologia que possibilita a agilização de obrigações necessárias para a conversão de leads em compradores. Geralmente, utilizam-se softwares capazes de analisar informações e criar estratégias para engajar contatos de acordo com a proximidade deles em realizar uma compra.

Assim, como foi dito anteriormente, caso um usuário esteja consumindo muitos conteúdos e-book de uma empresa de locação de caçamba de entulho, por exemplo, os softwares de automação podem enviar uma programação de e-mails contendo informações mais aprofundadas ou, até mesmo, mensagens personalizadas.

E-mail marketing

Realizar uma estratégia de e-mail marketing nada mais é do que enviar e-mails para uma lista de contatos obtidos por uma organização dentro da internet exclusivamente para fins comerciais. Com isso, uma marca consegue:

  • Ampliar as suas vendas;
  • Fortalecer a sua imagem;
  • Melhorar a comunicação com clientes;
  • Engajar leads (ou potenciais clientes).

O envio de mensagens diretamente para usuários pode ser extremamente benéfico, oferecendo resultados bastante satisfatórios. Isso porque, diferentemente dos conhecidos “spams”, no e-mail marketing torna-se possível a segmentação de pessoas levando em consideração o nível de engajamento delas com um produto ou serviço. 

Assim, uma pessoa que aceitou entregar seu e-mail para o fornecimento de um e-book sobre peça para compressor, por exemplo, está mais propensa a adquirir esse produto. Por essa razão, o envio de e-mails direcionados, a partir do e-mail fornecido pelo usuário, pode auxiliar na decisão de compra.

O SEM

O SEM (sigla proveniente da expressão “Search Engine Marketing”, a qual pode ser traduzida em “marketing para ferramentas de busca”) engloba todas as ações de marketing que uma empresa pode tomar dentro de buscadores de resultados, como o Google, Bing, entre outros.

A importância do SEM se dá pelo fato de que as ferramentas de busca são muito preocupadas com a experiência dos usuários que desejam procurar por respostas. Portanto, as páginas relacionadas com a pesquisa feita as quais possuem uma maior qualidade tanto de conteúdo quanto de layout são mais propensas a se situarem no topo da página de resultados. 

Além disso, é dentro do SEM que se encontra o conceito de anúncios abordado anteriormente. Desse jeito, uma empresa pode ser encontrada tanto de forma paga quanto de uma maneira gratuita pelos usuários, ampliando as chances de lucro.

Os chatbots

Os chatbots são uma ferramenta intensamente utilizada pelos sites de diversas empresas da atualidade. Eles são, basicamente, robôs cuja comunicação é automatizada, gerando uma grande otimização nas estratégias digitais de uma marca.

Esses robôs são capazes de ajudar na melhoria do processo de atendimento a clientes tanto dentro dos sites institucionais quanto nas redes sociais. Além disso, os chatbots conseguem melhorar o relacionamento com clientes e leads, realizar vendas e compartilhar informações importantes sem que seja necessária a presença de um operador humano.

Dentre as vantagens oferecidas pelo uso de chatbots para uma empresa de manutenção preventiva geradores diesel, por exemplo, tem-se a economia de dinheiro, já que esses robôs dispensam a necessidade de se contratar atendentes humanos para que dúvidas sejam tiradas, sugestões sejam enviadas, entre outras ações.

O retargeting

O retargeting, diferentemente do que se conhece como “remarketing”, trata-se daquele momento em que banners e anúncios aparecem para um certo usuário após a visitação dele a algum site ou depois que ele faça uma determinada ação. A intenção do retargeting é retomar o engajamento de um visitante dentro do funil de vendas, fazendo os anúncios serem lembrados pelas pessoas.

Dessa maneira, caso alguém visite o site de uma creche de cachorro, por exemplo, provavelmente um número maior de anúncios serão apresentados para esse usuário quando ele visitar outros sites que fazem parte da rede de anunciantes da creche.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Quero acompanhar as novidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.