Eu sou especializada em automação. Nos últimos anos a Babel-Team focou em automação digital pois vimos que o futuro vai por esse caminho. Inclusive, acabamos de fazer um post no Instagram sobre um evento de Bots que participamos.

Você sabe o que são os Bots e como eles estão revolucionando o mercado? 

Ou você tem dúvidas ainda sobre o que de fato é automação?

Meu objetivo hoje é trazer as perguntas mais frequentes que recebemos: nossa atuação no mercado, que mercado é esse com o qual estamos lidando e, principalmente, o que é a automação em si.

Vamos a elas:

1 – O que é Automação no Mercado Digital?

A automação é uma parte do Marketing Digital que foca em trabalhar com sistemas e ferramentas que deixam as coisas prontas para acontecer a qualquer momento. Uma automação seria você preencher um formulário e, em seguida, receber um email que não foi escrito por alguém naquele exato momento, mas enviado de forma automática.

O Mercado Digital hoje é composto por uma mescla forte de ações manuais (como posts em redes sociais, principalmente stories) e ações automatizadas que são um padrão no negócio específico da pessoa.

Se você recebe 10 clientes e 6 perguntam a mesma coisa logo que te conhecem, há um espaço para automatizar.

Em tese, usamos a automação digital para poupar-nos tempo de responder a mesma coisa para diferentes pessoas toda vez que somos perguntados sobre isso. É como uma antecipação a partir de uma previsão já feita. Portanto, escutar os prospectos e clientes é fundamental para saber o que pode ser automatizado e o que não.

2 – O que Pode Ser Automatizado?

Honestamente? Tudo. Mas não é aconselhável. Estamos em uma fase digital onde as pessoas pedem por personalização. A automação que trabalhamos é extremamente potente para personalização, mas, em certos momentos, uma ligação ou uma visita, ao vivo, mudam completamente o jogo.

Ainda assim, você pode automatizar: o primeiro contato com um lead, o momento correto de fazer um contato de venda, fechar de fato uma venda, fazer uma segunda ou terceira venda para já compradores (upsell e crossell), tarefas internas da sua empresa, notificações… Todo o processo de um lead, do início ao fim.

Já trabalhamos com muitas empresas compostas por apenas 1 ou 2 pessoas que deixam tudo, literalmente, no automático, desde antes de o lead conhecer a empresa até o suporte ao cliente. Eles, dessa forma, escalam o negócio, e conseguem atender a mais de 40.000 pessoas, o que seria impossível apenas à 4 mãos.

3 – Quais as Ferramentas Necessárias Para Automatizar?

Neste ponto, varia com a necessidade do seu negócio. Se você deseja automatizar conversas via WhatsApp, por ser uma ferramenta muito utilizada na sua empresa, pode trabalhar com o LeadsZapp. Ou se Facebook é fundamental para o contato com os interessados, pode ir com ManyChat!

Se sua empresa trabalha com empresas – B2B – muito provavelmente vai precisar de uma automação mais formal, de email. Inclusive, empresas B2B fazem um sucesso em particular com automação. De acordo com a pesquisa Software Advice and Research Now Demand Generation Benchmark, 97% das empresas B2B utilizam software de email marketing. O CRM e ferramentas de automação de marketing foram as tecnologias referidas em segundo e terceiro lugar, com 97% e 96%. O Infusionsoft, por exemplo, é uma ferramenta que automatiza email marketing junto à base de dados do CRM. É o combo das 3 principais ferramentas em uma só.

Se sua empresa tem uma equipe de vendas forte e precisa automatizar os processos dessa equipe, uma boa opção é o próprio Infusionsoft ou o PipeDrive.

Em suma, ferramenta é o que não falta! Tudo depende dos pontos de atuação que a empresa possui hoje e quais deseja possuir no futuro.

Geralmente, as ferramentas são especializadas em automatizar um tipo de comunicação/canal.

4 – O que Fazer Quando a Empresa Precisa da Mesma Comunicação em Vários Canais?

Esse é o caso mais comum hoje em dia. Nosso público-alvo é acostumado com o conforto de fazer as coisas como prefere graças as facilidades da internet. Se um potencial cliente usa Facebook e não usa LinkedIn, não adianta eu tentar anunciar no LinkedIn, certo?

Por essa razão, surgiram as Integrações.

Integrações são as conexões feitas entre uma ferramenta e outra que permitem migrar dados e manter os dois canais em sintonia.

Isso serve para canais que fazem a mesma coisa – por exemplo, receber um email com um conteúdo, entrar no chat do Facebook para falar sobre esse conteúdo e conseguir – e também serve para canais que fazem coisas diferentes – como conectar um software de controle de vendas com um software de envio de propostas.

Aproveitando o tema de integrações…

5 – O que é API?

API é uma documentação criada pelos softwares que explica como eles funcionam.

Quando a API é aberta, significa que o software X permite se conectar com outros softwares e explica, na sua API, como eles conseguem puxar ou trazer informações.

A grande maioria dos softwares de automação são de API aberta e podem se conectar com todos os outros que também são!

O cuidado aqui é saber se essa conexão já existe ou se é preciso ser criada do zero (via programação). Quando a conexão já existe, muito provavelmente você encontrará isso dentro do software ou em ferramentas que existem apenas para conectar outras 2, como o Zapier.

6 – Quais Estratégias Podem ser Automatizadas com Ferramentas?

Aqui, novamente, é uma questão do tipo de negócio e mercado em que você se encontra. Mas vou listar algumas, separando em estratégias offline e digital para ficar mais fácil de compreender:

6.1 – Digital -> Captura de Leads: Divulgação via anúncios que levam para uma página de captura e entregam algo de valor para o interessado, como um vídeo ou ebook.

6.2 – Digital -> Conversas ao Vivo: Divulgação de um evento ao vivo, virtual, que atraia pessoas interessadas no tópico para participar. O ao vivo pode ocorrer em diversas plataformas: webinários, lives – YouTube, Facebook, InstagramTV -, chat em tempo real.

6.3 – Offline -> Agendamento de Visitas: é possível agendar visitas presenciais via digital. Isso diminui os erros humanos, tempo dos funcionários da empresa que fariam esse agendamento e comunicação, pois todos os lembretes e avisos podem ser enviados digitalmente. Com uma estratégia como essa, muitos consultórios médicos e empresas do ramo industrial diminuíram significativamente as taxas de não-comparecimento, economizando muito dinheiro. 

6.4 – Digital -> Lançamento de Produto: Essa é uma das estratégias mais conhecidas no mercado digital e funciona muito bem. Lançar um produto com uma comunicação pré-elaborada e formatada permite atingir um número maior de pessoas, levando a uma maior probabilidade de fechar mais vendas (em termos de ROI).

6.4 Offline -> Fechamento de Vendas com equipe de vendedor: A automação permite um maior equilíbrio na distribuição de interessados nas carteiras dos vendedores porque faz isso de forma automática. Ela também ajuda nas etapas entre comunicações presenciais e offline (como por telefone), a partir do momento que são definidos padrões nessas conversas. Empresas que utilizam automação de marketing reduziram o tempo médio do ciclo de vendas em 49%, em comparação com o ciclo das outras empresas. (Fonte: Aberdeen Group State of Marketing Automation)

Essas são apenas algumas estratégias básicas que vemos ser muito utilizadas no mercado com sucesso. Separamos essas em particular, pois os objetivos estratégicos mais importantes da automação de marketing são:

Aumento da geração de leads (61%);

Aumento do pipeline (57%);

Receita de vendas (47%). 

(Fonte: Marketing Automation Trends Survey)

Nosso objetivo como empresa é ajudar empresários a encontrar as melhores oportunidades de automação digital para seus negócios, incorporando novas tecnologias e otimizando os processos-chave que fazem a empresa existir. Segundo uma pesquisa, 91% das empresas mais bem-sucedidas concordam que a automação de marketing é “muito importante” para o sucesso geral do marketing em todos os canais.

Vamos Juntos?

Entre em contato conosco para vermos como a Babel-Team pode ajudar sua empresa a dominar a automação de marketing e crescer de maneira exponencial.

Fale conosco

 

Diana ViscontiSobre a Autora
Diana Visconti
 – Arquiteta em Automação e Consultora de Modelo de Negócios

Carioca da gema, se formou em Publicidade pela Puc-Rio e, antes mesmo de terminar a faculdade, já estava imersa no mundo da automação. Começando na Babel-Team em 2013, aprendeu sobre a automação de marketing e vendas com o colega Fabio Hansen e sobre Consultoria de Negócios com Jorge.

Certificada em Infusionsoft desde 2015, dá treinamentos e suporte em inglês, espanhol e português. Em 2016, começou a pós-graduação em Administração de Empresas para expandir a área de Consultoria de Negócios.

Quero acompanhar as novidades

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.